Copacabana, Princesinha do Mar...


O charmoso bairro de Copacabana ocupa uma área de 7,84 km² e está entre Lagoa, Ipanema, Botafogo, Leme e Humaitá. Além de também ser o mais populoso da Zona Sul, o maior número de idosos no Brasil se concentra ali. A praia, em formato de lua, atrai turistas do País e do Mundo inteiro, principalmente entre o período que vai do mês de dezembro (especialmente na virada do ano, com sua atraente queima de fogos) até o carnaval. Na orla há shows e eventos diversos; e o bairro conta com mais de 80 hotéis.

Há várias opções de transportes (diversas linhas de ônibus 4 estações de metrô e ciclovia), comércio, serviços, educação e lazer.

O nome "Copacabana" é de origem indígena, mas incerta. Inicialmente o local era chamado "Sacopenapã", palavra tupi que significa "o barulho e o bater de asas dos socós" (socó é um pássaro). Foi no século XVIII, em homenagem à recém inaugurada capelinha Nossa Senhora de Copacabana, situada no alto de um rochedo, que recebeu o nome atual.

Copacabana é repleta de atrações gratuitas e ao ar livre, sendo a principal delas a própria praia (vôlei à noite é uma delícia) e seus castelos de areia Há vários monumentos e estátuas espalhados pelo bairro, e ao longo da orla marítima destacam-se as estátuas de Ayrton Senna (posto 3), Dorival Caymmi e Carlos Drummond de Andrade (posto 6).

Locais interessantes para conhecer: o icônico hotel (Belmond) Copacabana Palace e sua arquitetura Art déco - posto 3; o Forte de Copacabana - posto 6 (tem uma Confeitaria Colombo lá!); ao menos um teatro, se der; o cine Roxy - só a arquitetura vale a visita; a Feira Artesanal da Avenida Atlântica; o Parque Estadual da Chacrinha (Chacrinha = pequena chácara), que vai da Praça Cardeal Arcoverde até o pórtico do Leme e é cercado pela Mata Atlântica.

Points de Bossa Nova e Jazz: Sala Baden Powell, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana; o Beco das Garrafas, na Rua Duvivier; o Ponto da Bossa Nova, na Rua Domingos Ferreira.

Pólo gastronômico: postos 4, 5 e 6.

Curiosidade: O desenho formado pelas pedras do calçadão foi "copiado" da praça Rocio, em Lisboa - Portugal. Ele representa o encontro das águas do Rio Tejo com o Oceano Atlântico. As pedras originais vieram de Portugal porque na época se pensava que elas não existiam no Brasil. Mas mesmo após a descoberta das jazidas aqui, continuaram a ser chamadas "pedras portuguesas". O calçadão foi construído em 1906, tem 4,15km e vai de Copacabana ao Leme. Sobraram tantas pedras que a Avenida Rio Branco também acabou ornamentada por elas. Nos anos 70, após uma grande reforma, a disposição das pedras foi alterada para como conhecemos hoje.

Para morar ou alugar, vale a pena investir!

 

Fontes: Google / Quintino  Gomes Freire (Diário do Rio) / Wikipedia / Trip Advisor /Agência Brasil / portal Viajali / portal Hoteis à Beira Mar

Apartamento à venda

Imperdível! - Conjugado À venda em Copacabana posto 5, 35m², vazio, de frente! - 1283 Imperdível!

Conjugado à venda em Copacabana posto 5, 35m², vazio, de frente!

Copacabana - Rio de Janeiro

Venda: R$385.000,00

Oportunidade! - Apartamento 3 quartos, dependências, À venda em Copacabana, posto 5 - Rua Xavier da Silveira! Para investidores! - 1363 Oportunidade!

Apartamento 3 quartos, dependências, à venda em Copacabana, posto 5 - Rua Xavier da Silveira! Para investidores!

Copacabana - Rio de Janeiro

Venda: R$800.000,00